Inverno é sinônimo de clima mais seco e frio, associado à baixa umidade do ar. Essa combinação pode acabar ressecando a pele e deixando um aspecto mais esbranquiçado, o que indica a desnaturação das proteínas da pele, tanto no rosto quanto nas extremidades, como cotovelos, que também podem ficar descamativas.

A Dra. Luciana de Abreu, dermatologista da clínica Dr. André Braz, listou 12 cuidados para que a pele fique linda o inverno todo! Confira:

 

1) Evite o ar condicionado! A permanência por tempo prolongado em ambientes com ar condicionado, como por exemplo, no trabalho, em casa, e até em viagens aéreas, pode deixar a pele e as mucosas dos lábios, nariz e olhos mais ressecadas. A pele do rosto pode ficar com aspecto craquelê, com sensação de repuxamento, e nas mucosas dos lábios e nariz, pode ocorrer fissuras, ardência e até sangramento. Sempre aplique hidratante no rosto e cremes reparadores/cicatrizantes nos lábios. Opções bacanas são as águas termais e águas com hidratantes em spray, bem práticas de aplicar e utilizar.

 

2) Evite banhos muito quentes e prolongados: quanto menos quente a água do banho e mais rápida a duração dele, melhor. A água em temperaturas muito elevadas contribui para alterar a composição do manto hidrolipídico – barreira hidratante composta de lipídeos e água, que recobre toda a pele, protegendo-a.

 

3) Hidratação da pele: cremes ou loções contendo ureia, alantoína, glicerina, ceramidas, e pantenol são ótimas opções para aplicação no corpo todo, com a pele ainda úmida e logo após o banho (pois ajuda a penetrar mais rapidamente o hidratante). Para o rosto, use hidratantes específicos para pele facial, de preferência contendo ácido hialurônico e antioxidantes, de acordo com cada tipo de pele; por exemplo, quem tiver pele oleosa, preferir hidratantes em sérum ou oil free. Atenção especial deve ser dada às áreas naturalmente mais ressecadas como mãos, pés, cotovelos, joelhos, calcanhares – capriche na hidratação destas áreas!

 

 

4) Hidrate os cabelos: No inverno, é comum tomar banhos mais quentes, e essa alta temperatura da água pode acabar promovendo a remoção da oleosidade natural do couro cabeludo que tem a função de lubrificação natural dos fios, deixando os cabelos ressecados, quebradiços e com pontas duplas. Prefira sempre água morna, utilize shampoo e condicionador específicos ao seu tipo de cabelo e faça hidratações semanalmente com cremes e máscaras, mas, lembre-se de aplicar o condicionador ou máscara somente do comprimento para a ponta dos fios não deixando acumular demais próximo à raiz. E não esquecer de aplicar os protetores térmicos nos fios para evitar o calor excessivo com uso dos secadores, chapinhas ou babyliss.

 

5) Unhas: com o clima seco e frio, as unhas e cutículas ressecam mais e podem surgir as fissuras nas polpas digitais, descamação lamelar das unhas e fragilidade das cutículas. Dicas: evitar água quente para lavar as mãos, usar luvas durante manuseio de produtos de limpeza ou detergentes, e preferir removedores de esmalte oleosos a acetonas. Hidratação com ceras e cremes para cutículas e unhas, aplicando em forma de massagem nestes locais, várias vezes ao dia, é importante!

 

6) Beba água: A ingestão adequada de água ao longo do dia, em média 2 litros por dia, é super importante na prevenção da desidratação e ressecamento da pele. Durante o inverno, é muito comum diminuir a ingestão de água, um grande erro. Manter a ingestão de água é extremamente importante para manter a hidratação da pele e de todo o organismo que naturalmente fica debilitado por causa do clima frio. Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica, com brilho. Nesta estação, uma dica é tomar chás claros ou de fruta para ajudar a suprir essa ingesta de água diária.

 

7) Evite uso excessivo de sabonetes no banho: evite se ensaboar demais e usar buchas durante o banho para não retirar totalmente a camada superficial do manto hidrolipídico que reveste nossa pele, protegendo-a das agressões externas. Prefira sabonetes neutros que façam menos espuma, que contenham mais hidratantes, e com o PH da pele, que é ácido. O ideal é que o pH da pele seja, em média de 5.5 para que o manto hidrolipídico, responsável por manter os lipídios e a umidade enquanto bloqueia agressores externos como germes, poluição e bactérias, desempenhe bem a sua função. Se o PH do sabonete for maior, ou seja, mais alcalino e mais detergente, sua pele apresentará maior ressecamento e sensibilidade.

 

8) Lábios: geralmente ressecam muito durante o inverno, podendo surgir inclusive rachaduras e sangramentos. Recomenda-se usar hidratantes labiais com substâncias que promovem formação de um filme protetor, além de efeito umectante. Quem faz tratamento facial noturno para acne e rejuvenescimento com uso de ácidos retinóico ou glicólico, deve redobrar os cuidados com os lábios, aplicando hidratante labial também ao deitar.

 

 

9) Filtro solar: use diariamente, pois as frações da radiação ultravioleta são invisíveis e estão presentes até em dias nublados e chuvosos, portanto, não esqueça de usar e reaplicar se for necessário! Para quem já tem a pele mais sensível ou seca, ou está fazendo tratamentos dermatológicos com ácidos, peelings e lasers, recomenda-se o uso de filtros solares com textura mais emoliente, hidratante.

 

10) Caspa: banhos muito quentes causam ressecamento da pele do couro cabeludo, mas, em alguns indivíduos, principalmente naqueles que já tem caspa ou oleosidade no couro cabeludo, pode haver estímulo às glândulas sebáceas a produzirem oleosidade rebote em excesso, predispondo à inflamação e à colonização por fungos, dando origem à dermatite seborreica, conhecida como caspa. Nessa época do ano é muito comum haver piora da descamação do couro cabeludo com intensificação da caspa. Procure um dermatologista e siga o tratamento proposto para controlar os sintomas da dermatite seborreica durante o outono/inverno.

 

11) Pés ressecados e rachados: No inverno, os pés também ressecam mais! Uma dica é aplicar cremes hidratantes potentes, mais viscosos, ou até mesmo cremes para assaduras de bebês nas regiões com fissuras e rachaduras dos pés, e envolvê-los com plástico filme de PVC, na hora de dormir; no outro dia, seus pés estarão bem mais macios e hidratados! Procure fazer isso pelo menos 1 a 2 vezes por semana no inverno.

 

12) Tratamentos dermatológicos: nesta estação do ano, é favorável investir nos tratamentos rejuvenescedores para deixar a pele com aspecto renovado, com brilho e maciez. Para isso são indicados peelings químicos ou de cristal, lasers fracionados ablativos e não-ablativos, luz pulsada para clareamento de manchas e melhora da rosácea. Também é interessante aproveitar quem não está com a pele bronzeada para fazer depilação a laser.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...