1. Cuide bem da sua máscara
Se você costuma colocar e tirar a escovinha no tubo de rímel várias vezes para pegar mais produto, pode ir deixando esse costume de lado. Isso facilita a entrada de ar dentro da máscara e faz com que ela resseque. Além disso, depois de passar, os cílios ficam cheios de bolinhas do produto.

2. Acerte na aplicação
Não adianta comprar máscaras que alongam e dão volume, se você não passa o produto desde a raiz. Usar o rímel da metade dos fios em diante acaba provocando o efeito inverso, e dando a sensação de cílios mais curtos.

3. Nada de exagerar!
Quanto mais, melhor, certo? Errado! Passar mais de 2 ou 3 camadas de rímel deixa os cílios muitos grossos e provoca o famoso efeito “aranha”, ou seja, quando os pelinhos ficam grudados uns nos outros. O excesso também pode afetar a durabilidade do produto, que pode ir saindo ao longo do dia, deixando vários pontinhos pretos ao redor dos olhos.

4. Não tente prolongar o uso do rímel

A idéia de usar o rímel que ficou maravilhoso em uma festa, dormir com ele pro dia seguinte estar radiante também é completamente mito. Além de ficar borrado e grudento, ele não deixa os cílios respirarem fazendo com que eles caiam.

5. Sem borrar
A cada nova camada de máscara, dê um tempinho para ela secar. Usar rímel borrado acaba com o efeito de destacar e “abrir o olhar” prometido pelos produtos. O conselho também vale para os cílios inferiores.

6. Fique atenta na validade
Outra coisa que pode afetar o efeito da sua máscara é a validade dela, fique bem atenta. Usar produtos vencidos pode causar irritações e até conjuntivite, graças à ação de germes e bactérias.

7. Pesquise o resultado que deseje antes

E antes de falar mal o rímel que comprou, verifique se a aplicação dele era a que você desejada. Existem cerdas para dar: volume, alongamento, durabilidade, preenchimento, entre outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...